sexta-feira, 15 de junho de 2012

video




Poesia é voar fora da asa”
Noventa por cento do que escrevo é invenção. Só dez por cento é mentira”.
Manoel de Barros.

Sugestão de aula:
Poesia de Manoel de Barros: “O guardador das águas”.

Compreender a obra do poeta brasileiro e pantaneiro Manoel de Barros, na tentativa de sugerir práticas pedagógicas interdisciplinares que incentivem estudantes a recriarem significados para a língua materna, bem como sensibilizar e instigar concepções alternativas, de uma Educação Ambiental,na construção dos sentidos,trabalhando palavras vivas, provocadoras,arcaicas ou inovadoras, criando expectativas de um mundo melhor.
Ler e escrever poesias.
Conhecer um pouco da poesia de Manoel de Barros.
    1º Passo: O professor poderá iniciar a aula indagando os alunos se eles conhecem alguma poesia de Manoel de Barros, se podem recitar algum trecho do poema.
    2º Passo: Solicitar aos alunos que imaginem uma cena relacionada a águas e pedir que digitem no computador dez palavras provenientes da cena que imaginaram. Por exemplo,se pensarem em uma cena de cachoeira, as palavras poderão ser pedras,areia,árvores, peixes... Pedir que os alunos digitem no computador a cena que imaginaram deverá aparecer no texto que vão produzir.
    3º Passo: Dividir os alunos em duplas e solicitar que cada um da dupla leia para o outro o texto que escreveu no computador, mostrando as 10 palavras escolhidas.
    4º Passo: Desafie as duplas de alunos a escrever um poema(no poema devem constar algumas das 20 palavras).
       5º Passo: Para dar referências de como o poema poderá ser escrito,   pensado, pedir, que todos assistam ao vídeo: Águas de Manoel de Barros. http://www.youtube.com/watch?v=lMEIZpQR9H0

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Minha prática com uso de blogs

Acredito que ao utilizar o blog com sua potencialiadade, terei um aliado que vai dinamizar mais minhas aulas, torná-las mais divertidas, interessantes e eficientes. Além disso, é uma excelente oportunidade de divulgação tanto do  trabalho do professor, como do aluno.Penso que ao lançar mão dessa ferramenta, em minhas aulas, vou incentivar meus alunos a escrever textos e a revisá-los,visto que eles ,muitas vezes, não gostam de revisar os seus textos, porque sabem que terão seus trabalhos lidos apenas pelo professor. Infelizmente,ter o trabalho lido só pelo professor não motiva o aluno a escrever. É legal, escrever e compartilhar o que escrevemos com outras pessoas,não é mesmo? Portanto, quando divulgamos o trabalho do aluno, o mesmo se  sente importante,  valorizam mais as aulas que tem,pois elas passam ter sentido para ele.